• FitnessForm

Você não é só o que come, mas sim o que sua mãe comeu.

Você é o que come! Essa frase sempre perdurou pela busca de uma vida mais saudável aliado a prática de exercícios físicos e outros hábitos no objetivo desse fim. Pesquisadores do Grupo Internacional de Nutrição MRC de Londres concluíram em recente estudo que uma boa ou má alimentação durante a gestação pode influenciar para sempre o DNA do feto em formação.




Como assim, não é só comer por dois? Na verdade isso é um grande mito popular. O que sempre interessou é a qualidade do que a gestante consome durante a gravidez e mais importante antes dela. E onde o DNA entra nessa? Enquanto os genes de uma criança são herdados diretamente de seus pais, a forma como esses genes são expressos é controlada através de modificações epigenéticas(é um termo usado na biologia para se referir a características de organismos unicelulares e multicelulares (como as modificações de cromatina e DNA) que são estáveis ao longo de diversas divisões celulares mas que não envolvem mudanças na sequência de DNA do organismo.) no DNA. Tais modificações envolvem a marcação de regiões do gene com compostos químicos chamados grupos metilo e resultam no silenciamento dos genes. Andrew Prentice coordenador da pesquisa explica que há uma relação direta entre os genes da gestante e o feto em relação à alimentação, mas também surpreendentemente o que ela consumia antes de ter a concepção. Se houver pouca ou muita ativação de determinados genes, problemas futuros poderão ser desencadeados já que a pesquisa descobriu relação direta na química dos genes envolvidos na obesidade, câncer e o sistema imunológico. Até onde essas alterações podem afetar a saúde é desconhecido, mas a pesquisa aponta talvez uma necessidade de suplementação dos nutrientes em deficiência e proporciona grandes explicações a mulheres que querem engravidar.


Um bom exemplo de consumo de nutriente durante a gestação é o ácido fólico, este envolvido na formação do tubo neural, sistema imunológico e previne má formação do feto como anencefalia. O bom funcionamento da flora intestinal é outro ponto fundamental que deve ser avaliado durante a gestação, pois é neste sistema que são produzidas as células de defesa. Alimentos como o açúcares refinados e as farinhas brancas prejudicam a mucosa intestinal, alterando sua permeabilidade e capacidade de absorver as vitaminas e minerais dos alimentos. Vitaminas do complexo B presente nas carnes magras e colina nos ovos também atuam sobre a formação de sistemas vitais na formação do feto e ainda mais no fortalecimento deles durante a vida do bebê.


Vários fatores são determinantes.


O interessante dessa pesquisa é que ela mostra mais afundo que não é a partir da gestação que a mulher deve se alimentar bem, mas sim antes dela, afinal estamos falando de hábitos de gerações passadas e que uma geração teve um contexto totalmente diferente da outra. Hoje temos muito mais informação e delas determinamos nossas escolhas e podemos fazer melhor que nossos antepassados e proporcionar algo muito melhor ao nosso futuro.

0 visualização

Horário de funcionamento

Segunda feira - quinta feira: 06:00 às 23:00

Sexta feira: 06:00 às 22:00

Sábado: 09:00 às 16:00

Feriados: 09:00 às 13:00*

*Sujeito a confirmação.

Rua pinheirinho nº65

04321-170

Jabaquara

F: 3938-2481

SIGA NOSSAS REDES

  • Facebook Clean

Aceitamos

(11) 99812-8954

WhatsApp

emagrecimento| perda de peso| ganho de massa| hipertrofia| massa muscular| musculação| treino| dieta

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now